hands of a carpenter planing a plank of wood with a hand plane

Na era digital a reinvenção profissional é inevitável


No final de 2012 passei a ter consciência do quanto a era digital modificaria a vida das pessoas e das empresas.

Naquele momento percebi que necessitaria me reinventar totalmente como profissional e como empreendedor.

O processo foi duro, mas quando olho para trás, percebo o quanto foi importante haver enfrentado o desafio.

Neste artigo compartilharei um pouco da minha experiência, além de dicas que talvez  possam ser do seu interesse.

Naquele ano de 2012 eu estava concluindo um projeto que me absorveu totalmente por 18 meses e entrando para a turma dos cinquentões.

Estes dois fatores somados à dificuldade em identificar rapidamente novos projetos do mesmo nível, certamente contribuíram para afinar a minha percepção e me impulsionaram para frente.

Como dizia a minha avó “a dor ensina a gemer”.

Quando olho para trás, observo que tive muita sorte por haver vivido tudo isso antes da maioria dos profissionais da minha geração.

Hoje sou um profissional com mais recursos e isso se reflete diretamente no meu negócio.

Nas empresas este processo de reinvenção ainda é bastante lento e quanto maior o sucesso alcançado anteriormente, maior a dificuldade de encarar a mudança.

Nos Estados Unidos já existe a figura do CDO – Chief Digital Officer – que é o profissional responsável por apoiar empresas, organizações governamentais e cidades a enfrentar os desafios da conversão para o digital.

Aqui no Brasil o único caso que conheço é o da Magazine Luiza sendo que o projeto é liderado por um dos principais acionistas.

Certamente o envolvimento de um executivo de alto-escalão é primordial para o sucesso de projetos de empresas que resolveram encarar a transição do modelo tradicional para o digital.

Em relação à adaptação dos profissionais, não tenho dados que me permitam fazer algum diagnóstico mais preciso.

O fato é que atualmente é comum encontrar conteúdos relacionados ao impacto da era digital nos negócios mas não acontece o mesmo em relação ao impacto na vida profissional das pessoas.

Por outro lado, já é possível perceber que profissionais maduros estão aumentando o interesse no tema.

Em relação a tudo isso eu parto de algumas premissas que gostaria de compartilhar com você:

  • Não há limite de idade para se reinventar.

 

  • Idade é simplesmente uma característica da pessoa. Não é mérito nem defeito.

 

Eu faço parte do grupo que questiona as expressões “idoso”, “terceira idade” ou “melhor idade”.

Estes rótulos não fazem muito sentido em um cenário onde o aumento da longevidade é um fato.

Por outro lado sou da opinião que mudar é bom. Reinventar-se é melhor ainda e a capacidade de adaptação uma grande virtude.

Atualmente eu me divirto com esta questão e me apresento como um veterano digital.

A expressão veterano não está associada à idade e sim à experiência.

Esta brincadeira originou uma página no Facebook onde compartilho dicas e informações sobre o que acontece no mundo digital sob o ponto de vista de um veterano.

Mais recentemente criei também um Canal no Youtube e lá você poderá encontrar um depoimento onde afirmo que se eu fui capaz de me adaptar ao digital, você também será.

As iniciativas acima são bastante recentes e nasceram a partir do meu interesse em apoiar pessoas que estejam buscando apoio nesta transição.

Recentemente li um artigo de uma autora americana chamada Dorie Clark voltado para profissionais que buscam trocar de carreira em função dos impactos da era digital.

O artigo trás algumas dicas interessantes e eu acrescento outras que talvez possam ajudá-lo:

  • Em algumas capitais já é possível encontrar alguns eventos ou cursos presenciais voltados para este tema. Participe de todos que puder.

 

  • As opções de cursos e eventos online devem crescer muito. Fique atento à elas.

 

  • Se você tem urgência em se adaptar, busque apoio de um mentor que possa lhe ajudar a queimar etapas.

 

 

  • Busque referências digitais nas suas área de interesse. Siga através da internet aqueles profissionais ou empresas que sejam reconhecidos como influenciadores nestas áreas.

 

  • Acompanhe sites, blogs e páginas de redes sociais que compartilhem informações sobre tendências, inovação, comportamento, gerações, startups e outros temas relacionados ao digital.

 

  • Sempre que se relacione com nativos digitais, seja humilde. Admita as suas dificuldades e peça ajuda quando necessário.

 

  • Não esqueça que qualquer receio da parte deles em interagir com você poderá ser bastante normal. Vocês não fazem parte da mesma tribo e caberá a você conquistar a confiança deles.

 

  • Esteja preparado para colaborar. Este é um mundo colaborativo. Você necessitará entregar muito e de forma gratuita para receber de volta mais adiante.

 

  • Atue como voluntário em alguma área. Passe a sua experiência para quem necessitar de apoio. Não negue ajuda sempre que solicitado mas não tente se impor só pelo fato de ter uma maior quilometragem.

 

  • A troca é fundamental e vá se preparando pra viver num mundo onde a gestão é mais horizontal.

 

  • Dê a mesma atenção aos “cases” de fracasso e aos de sucesso. Permita-se errar.

 

  • Pense sempre em como aproveitar a sua experiência acumulada para somar com as novas práticas que você aprenderá durante a jornada.

 

  • Em algumas situações, talvez até seja o caso de dar alguns passos atrás, se preparar e tomar impulso para saltar mais adiante.

 

  • Alguns profissionais resolvidos economicamente estão buscando estágios não remunerados em empresas digitais. Espero que você se encaixe neste perfil.

 

  • Não confie em fórmulas mágicas. Não se deixe levar pelos gurus que oferecem soluções milagrosas.

 

  • Cuidado também para não perder tempo com os “empreendedores de palco”. Valorize aqueles que estão em condições de compartilhar experiências práticas.

 

  • Com o tempo você terá informação suficiente para identificar quem é quem.

 

  • Priorize conteúdos que abordem os novos modelos de negócios que surgem a todo momento neste mundo digital.

 

  • Conteúdos que tratem sobre as mudanças de comportamento das gerações X e Y também são importantes, mas fique atento pois a geração Z  também já está mostrando a sua cara.

 

  • Crie uma estratégia para ser encontrado e sempre que possível, ganhar autoridade no meio digital. Aqui não se trata de uma questão de ego e sim uma questão prática.

 

  • Ter uma presença digital é fundamental para ser encontrado por um cliente, um potencial parceiro de negócios ou uma empresa que esteja buscando um profissional com o seu perfil.

 

  • Faça uma busca sobre o seu nome no Google, para saber o que as pessoas encontrarão por lá pois certamente você inconscientemente já está deixando rastros digitais pelo caminho.

 

  • Sempre que faço uma busca mais importante na internet, tomo o cuidado de utilizar o recurso da janela anônima para que o histórico das buscas anteriores não afete os resultados da atual.

 

  • Compartilhe conhecimento através da internet, pois esta é a melhor maneira de ganhar autoridade digital e também de deixar um legado.

 

  • Não vem ao caso se você é o presidente de alguma grande empresa ou se você é um micro empresário. Certamente algum dos seus conhecimentos interessa a alguém.

 

  • Publique conteúdos sobre os temas que você domina. Veja qual a forma mais confortável pra você. Se gostar de escrever, crie um blog e compartilhe estes textos nas redes sociais.

 

  • A outra alternativa é produzir vídeos. Muitos utilizam o próprio celular para começar. Os canais do Youtube trazem excelentes vídeos com pessoas ensinando algo. Lá no meu canal eu tenho alguns vídeos com dicas deste tipo.

 

  • Desenvolva sua narrativa. Conte a sua história. As pessoas necessitam entender a sua transição e como as suas habilidades anteriores se aplicam no seu novo papel. 

 

 

  • Posteriormente criei a figura do veterano digital para que as pessoas entendam o meu momento sem que eu necessite contar toda a minha história.

 

  • Se você tomar a decisão de gerar conteúdos digitais, busque apoio de alguém que possa lhe ensinar as técnicas que permitirão que seus conteúdos sejam escaneados pelo Google.

 

  • Crie um perfil no Linkedin e invista no seu networking através da rede. Além de criar uma rede de contatos é importante interagir com ela. Existem muitos artigos com dicas de como utilizar esta rede profissional.

 

  • Avalie a possibilidade de participar de outras redes sociais que façam sentido para a sua atividade e onde o seu público alvo esteja presente.

 

  • Participe ativamente dos grupos profissionais que existem nestas redes sociais. Caso eles não existam tome a iniciativa e crie um grupo que seja o ponto de encontro dos seus pares.

 

  • Não tenha receio em comentar, sugerir, criticar, parabenizar. Esta é uma das bases da era digital. Se gostou do conteúdo curta ou compartilhe.

 

  • Se posicione, tomando o cuidado de não cair na armadilha dos debates de baixo nível.

 

  • A minha política é de jamais discutir temas políticos ou religiosos no meio digital, pois não acho que este seja o espaço adequado para essas discussões.

 

  • Não caia na armadilha de compartilhar notícias sem confirmar a fonte ou pelo menos confirmar que outro meio tenha publicado o mesmo. Tem muita gente pagando mico por aí por não tomar este cuidado.

 

Se você já tomou a decisão mais difícil que é justamente enfrentar a transição, não deixe de colocar as variáveis prazer e realização nesse novo contexto, pois assim suas chances de sucesso aumentarão significativamente.

O título original do artigo que eu citei é Tips For Seasoned Professionals: How To Reinvent Yourself For A Second Career  e basta buscar no Google que você o encontrará.

Nesta área não há nenhuma receita de bolo que possa ser seguida, mas todas as dicas acima foram testados na prática por mim e no meu caso está dando certo.

Agora a bola está com você.

Que tal começar comentando o que você achou deste texto ou compartilhando com algum amigo que esteja vivendo este momento?

Você conhece muitos casos de profissionais com mais de 45 anos que já tenham se adaptado ou estejam passando por este processo atualmente?

Um abraço e vamos em frente !!

Carlos Altafini
caltafini@gmail.com

Sou um veterano que nos últimos anos se converteu para o digital e que a partir daí passou a atuar com foco em apoiar pessoas e empresas nesse processo.

No Comments

Faça seu comentário

CommentLuv badge